calcular rescisao calcular rescisao gratis calculo demissao calculo demissao gratis processo trabalhista calculo trabalhista calculos trabalhistas calculo trabalhista gratis calcular rescisao calculo trabalhista processo trabalhista calcular rescisao calculo demissao processo trabalhista calculo trabalhista calculo judicial calcular rescisao gratis
 
  • Ferrara Cálculos

Interjornada ou Intrajornada?



É bem comum confundir os intervalos intrajornada e interjornada da CLT, porém eles são intervalos totalmente diferentes. Durante essa semana recebemos esse questionamento pelo direct e como durantes esses 3 anos, advogados nos questionaram sobre o mesmo tema na Ferrara Cálculos, principalmente na fase de elaboração da peça inicial, decidimos auxiliá-los nesse quesito. Isso ocorre normalmente por conta da similaridade na nomenclatura utilizada, vamos descomplicar isso agora: O intervalo intrajornada está previsto no artigo 71 da CLT e prevê o intervalo destinado à alimentação e descanso do funcionário. Para jornadas superiores a 6 (seis) horas diárias o emprega terá direito ao intervalo mínimo de 1 hora, sendo possível a redução desse período para 30 minutos diários, conforme previsto na Lei 13.467/17, respeitando o limite mínimo de 30 minutos. Para jornadas entre 4 (quatro) e 6 (seis) horas diárias o intervalo intrajornada deverá ser de 15 minutos. Em caso de descumprimento, a Empresa poderá ser condenada ao pagamento das horas extras referentes ao período integral de intervalo, 1 (uma)hora, 30 (trinta) ou 15 (quinze) minutos, a depender da jornada diária e dos termos do contrato de trabalho. Já o intervalo interjornada ou entre jornadas está previsto no artigo 66 da CLT, sendo este destinado ao tempo mínimo de descanso que o funcionário deverá ter entre uma jornada e outra, ou seja, o tempo mínimo de duração do horário em que o empregado encerrou suas atividades em um dia e o horário de início de suas atividades no dia seguinte. Este intervalo deverá ser obrigatoriamente de 11 (onze) horas. Em caso de descumprimento, a Empresa poderá ser condenada a pagar ao funcionário o tempo faltante para completar o intervalo legal, como horas extras. Ou seja, caso o funcionário tenha gozado de apenas 9 (nove) nove horas de intervalo entre duas jornadas, a Empresa deverá pagar 2 (duas) horas extras acrescidas do adicional convencional. Deixe nos comentários se esse quesito já te gerou dúvida. Marque seus colegas, com certeza esse conteúdo será útil para ele também. Se a sua dúvida ainda não foi esclarecida, fique ligado, pois ela poderá ser o assunto do nosso próximo post.

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
banda de la escuriudad.jpg

A Rapidez que você precisa;

Com a Qualidade que você merece.